Cãozinho

 Tóto espertalhão
espera a hora do homem abrir,  fechar portão.
Entra sorrateiro
como um gato ligeiro.
Fica escondido,
parece bandido.
Quando a fome aperta a barriga
não segura o latido.
Descoberto o intruso,
o homem simpatiza
e adota o órfão sortudo.
 
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s